Leia, comente e participe

Conhecimento em rede é conhecimento compartilhado. Comente as postagens, dê sua opinião nas enquetes da coluna da direita e marque sua presença ao passar por esse blog.

Se quiser receber as novas postagens automaticamente como "notícias", use o recurso "assinar postagens" (no final do último texto dessa página).

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

A Física nos desenhos animados

Exercícios de cálculo são
 importantes, mas insuficientes.
Compreender e saber utilizar as três leis da Mecânica Clássica propostas por Sir Issac Newton vai muito além de saber o que elas dizem ou mesmo ser capaz de enunciá-las.
Ao resolver problemas (ou exercícios de fixação) os alunos normalmente se preocupam em "como aplicá-las para se chegar a uma resposta válida", mas raramente se consegue uma boa compreensão dessas leis apenas com "aplicações mecânicas, seguindo receitas de bolo".
Um bom exercício para aprimorar a compreensão dessas leis consiste em aplicá-las para identificar "situações impossíveis", ou seja, situações onde essas leis estejam sendo visivelmente transgredidas. Mas como fazer isso se essas leis são justamente proposições sobre como as coisas se dão? Onde encontrar exemplos de violação de leis e princípios que são, por definição, "invioláveis"?
O lugar certo para isso são as "telas de diversão": o cinema e a TV.
Tanto nos filmes de ficção científica, ação, aventura, etc., quanto nos desenhos animados há uma persistente e notória transgressão de todas as leis da Física (e do bom senso!). Colocar o aluno diante de um desses filmes e pedir a ele que identifique algumas dessas situações é uma ótima maneira de levá-lo a pensar e compreender a extensão e validade dessas leis.
Papa-Léguas: esse moço é um
delinquente das leis de Newton!
Porém, filmes são geralmente longos e ninguém gosta de assistir apenas a um pequeno trecho de um filme. Uma solução alternativa consiste em usar desenhos animados de curta duração.
O melhor exemplo de que me lembro de desenhos que tragam violações absurdas das leis da mecânica, e que sejam divertidos e curtos, é a série de desenhos do "Papa-Léguas" (ou Road Runner).
Com um projetor multimídia ligado a um notebook e uma pequena caixa de som amplificada, você pode "levar o cinema para dentro da sala de aula" e explorar a possibilidade de exercitar, avaliar e consolidar a compreensão sobre as três leis de Newton em uma atividade que requer, no máximo, 10 minutos de projeção e mais uns vinte de discussão.
Para propor uma atividade como essa você pode adaptar o roteiro a seguir:
  1. certifique-se de que os alunos já tiveram conhecimento das três leis de newton;
  2. selecione um desenho do Papa-Léguas e projete-os para a classe;
  3. instrua os alunos para que escolham livremente uma cena qualquer do desenho onde haja claramente uma violação de alguma das três leis de Newton;
  4. discuta com a classe algumas das escolhas dos alunos  (pelo menos uma escolha envolvendo cada uma das três leis e, se possível, duas escolhas de cada uma das leis);
  5. peça aos alunos que "expliquem" porque houve violação e faça os "reparos" necessários de maneia que todos compreendam como foi possível chegar à conclusão sobre a violação a partir da compreensão de uma lei de movimento que descreve o comportamento esperado do fenômeno.
Alunos assistindo a um desenho do Papa-Léguas para depois
apontarem trechos onde houve a "violação" de alguma das
três leis de Newton.

Experimente e depois, se quiser, relate sua experiência nos "comentários" dessa postagem.


4 comentários:

Jonas Floriano disse...

Muito instrutivo e interessante o texto!! Gostei muito, de fato, devemos nos preocupar menos em aplicar as fórmulas e mais com os conceitos por trás da teoria!

Susy Guedes disse...

Professor JC, que delícia deve ser a experiência de assistir suas aulas e aprender Física com você!
Estou certa de que se tivesse sido meu professor, eu teria aprendido Física de verdade.
Parabéns!!

Nara Lourdes disse...

Professor, estou precisando de algumas cenas desse tipo, no caso, cenas sobre as violações que acontecem em desenhos animados contra a física. Em soma, queria pedi-lo, se possível fosse, links do desenho em que acontecem isso.
Desde já, agradeço.

José Carlos Antonio disse...

Olá Nara,

Esses vídeos podem ser encontrados na internet, no YoutTube. Faça uma pesquisa lá e escolha os mais convenientes para sua aula.

Abraço,